Trending This Week:

ads

5 de nov de 2010

Crônica - “Coisa de quem ama”


O que o tempo tem a ver com meus sentimentos? Pergunto e nada ouço. Ele poderia ser menos cruel e se render ao amor que eu sinto. Mas continua assim, apressado, penetrante. Enquanto eu sufoco e agonizo pouco a pouco.
Não importa o que eu faça os dias simplesmente passam e leva com eles esse meu desejo inquieto de beijá-la outra vez. No entanto, estou aqui, com a alma presa, sem forças para dizer eu te amo.
O relógio da vida corrompeu meu sonho, mas não me impediu de sonhar outra vez. É por isso que canto, grito, choro. É por isso que te vejo cada vez mais perto. Consigo sentir teu perfume embrenhar pelas minhas narinas e ainda sinto o calor do teu corpo aquecer meu coração.
Eu lamento tanto por não tê-la em meus braços nas noites tão frias que assolam meu corpo. Elas nunca mais foram as mesmas. Mas ainda assim, insisto em te chamar. Talvez eu entenda a irreverência deste ponteiro tão pungente.

Antonielson Sousa

Disqus Shortname

Comments system